quarta-feira, 23 de junho de 2010

A idéia

Este texto foi originalmente escrito no meu antigo blog: www.newliterature.blogger.com.br. Procura lá.

A Idéia

"De onde ela vem?! De que matéria bruta
Vem essa luz que sobre as nebulosas
Cai de incógnitas criptas misteriosas
Como as estalactites duma gruta?!
Vem da psicogenética e alta luta
Do feixe de moléculas nervosas,
Que, em desintegrações maravilhosas,
Delibera, e depois, quer e executa!”

Vem, e assim se repete. E se concretiza, como uma verdade. Mas quase sempre é uma convicção, fruto da vaidade. A verdade, sim, é sempre contestada; quase como uma mentira, é escondida da humanidade. Vaidade, pura vaidade.

As inimigas das verdades não são as mentiras, mas as convicções. O improvável, quase que impossível, é impassível em sua posição. Sua contestação é quase uma mentira, fruto de loucuras e alucinações. Está sempre certa, e fala que tudo é mentira... Há de sentir minha ira, e minhas explicações!

Naves espaciais, monstros alienígenas; seres superiores, ou vermes que comem ração. Espíritos, almas que assustam os tolos; de mortos que nunca viveram, aos vivos que nunca virão. Milagres, poderes de quem não se vê; subir escadas de joelhos, rezar uma oração. Demônios aterradores, destruidores de amores; filhote de bicho papão.

Como encontrar um rumo diante de tanta incerteza? Eis a beleza do conhecimento. “Eis o mistério da fé”?

"É o pensamento que vem a todos. Por isso aquela idéia não é mais tão forte." Por que as pessoas têm esse pensamento? O que faz cultivarem a dúvida? Movidas pelo conhecimento, elas simplesmente pensam.

Sem provas, sem ter no quê acreditar. Vamos inventar mentiras, e chamá-las de verdade? Precisamos mesmo "saber" o que se passa? É tudo ilusão às massas! Vamos procurar respostas, mesmo que não existam. Procurando além das nuvens, descobrimos o porquê das chuvas, e paramos de dançar.

---

Embora, na história da humanidade, tenham existido pessoas que buscaram a verdade e o conhecimento durante toda sua vida, sempre existiram os que deram as costas à razão. Qual motivo? Sinceramente, não sei explicar. Mas, ao tentar me colocar no lugar destas pessoas, quase sinto o que elas sentem: a angústia de não saber, a angústia de perceber que tudo o que acreditam, sem saber por que, está errado; e, aí, muito mais fácil é virar as costas para a angústia.
Ter fé é apenas o movimento de fuga da angústia existencialista, da angústia de nada saber.
Já me falaram:
"Leandro, você não é capaz de explicar tudo". - se referindo à minha necessidade de ver tudo dentro do campo do natural, entendível e explicável.
"Então por que você quer explicar?" - respondi, me referindo ao Deus em que ele crê, que é a resposta final para todas as dúvidas.,

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. que é isso tracy?
    do nada você aparece ehehe
    me achou como?
    beijos ;*

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. aaah
    é q vc disse q me achou por acaso!
    mas vc tava procurando oras :P

    acabei o oitavo semestre, vou terminar a faculdade em onze
    não to namorando, mas não to solteiro ahaha
    a vida tá excelente :)

    como é q a gente entra em contato melhor, sem ser por comentários aqui?

    ResponderExcluir
  5. por e-mail
    anota aeee
    tequilanacho@gmail.com
    hehehehehehe

    Hummm num tá casado nem solteiro?!?!?!
    Oo'

    Bjim*

    ResponderExcluir

Os comentários são livres. Sua opinião será levada em consideração para as próximas postagens.