segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Espaço pessoal

É difícil encontrar um espaço para mim. É difícil encontrar um espaço para qualquer coisa.
Uma superpopulação e, mesmo para quem tem dinheiro e um apartamento quase vazio, os espaços vão se tornando insuficientes. Falta bom senso de saber onde termina o seu território e respeitar o do outro.
No Japão, os quartos não tinham portas. Hoje em dia, num Japão ocidentalizado, devem ter. Mas não tinham - apenas biombos finos, que ainda permitiam passagem de luz. Um povo com ética, honra, respeito, diferente do povo brasileiro. Privacidade é questão de vida: não se entra no espaço pessoal sem permissão, ou mesmo com ela.
Chega a ser um impulso animal a proteção do seu espaço pessoal, como o homem primitivo protegendo sua caverna. Claro, não posso culpar os instintos por um descontrole qualquer que haja, mas isso deve ser levado em conta. Afinal, é muito mais fácil o primeiro indivíduo manter o respeito enquanto está calmo, que o segundo manter o ímpeto enquanto se está irritado com a falta de respeito do primeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são livres. Sua opinião será levada em consideração para as próximas postagens.