sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Encaremos os fatos


Encaremos os fatos

A simetria não permitiria a união,
o encaixe das peças, das partes.
É o paradoxo de uma perfeição:
devem haver diferenças nas hastes.

E para sempre haverão desgastes
nas cordas, não importa a canção,
se bonita ou se feia, que tocastes:
todas as cordas um dia romperão.

Portanto, devemos encarar os fatos:
provavelmente ficaremos cansados,
pois todo ato de amor gera privação,

e viver de reparos não é opção.
Mesmo quebrados, permanecerão:
a moldura não vale mais que o quadro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são livres. Sua opinião será levada em consideração para as próximas postagens.